Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

 

:::Para Colecionadores:::

Ainda dizem que os bancos...

Dica da Semana

Dica da Semana

É a tua vez...

Recordar

1 mês...

Somos Campeões!!!!

Campanha de Solidarieda f...

Campanha de Solidariedade

Verdes são os campos

Mais sobre mim...

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Quarta-feira, 8 de Novembro de 2006

As Estrelas do Mar



Um escritor que morava numa praia tranquila,
junto a uma colônia de pescadores.

Todas as manhãs passeava a beira-mar
para se inspirar e de tarde ficava em casa escrevendo.

Um dia, caminhando na praia,
ele viu uma pessoa que parecia dançar.

Quando chegou perto viu que era um jovem
pegando na areia as estrelas-do-mar, uma por uma,
e jogando novamente de volta ao ceano.

Chegou perto e disse: - Por que você está fazendo isso?

- Você não vê !? Disse o jovem.

- A maré está baixa e o sol está brilhando.

- Elas vão secar no sol e morrer se ficarem aqui.

O escritor riu e disse ao jovem:

- Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias
por este mundo afora
e centenas de milhares de estrelas-do-mar
espalhadas pelas praias.

- Que diferença faz, você joga umas poucas de volta ao oceano
e a maioria vai perecer de qualquer forma?

O jovem pegou mais uma estrela na areia,
jogou de volta ao oceano, olhou para o escritor e disse:

-Mas para a vida dessa estrelinha eu fiz a diferença...

Naquela noite o escritor não conseguiu dormir nem sequer escrever.

De manhazinha foi para a praia, reuniu-se ao jovem,
e juntos salvaram mais estrelinhas jogandoa-as de volta ao mar.

Podemos fazer deste universo um lugar melhor para vivermos.

Fazendo cada um a sua parte.
Fazendo cada um a diferença.


No momento estou:
Recadinho deixado por pestinha_girl às 18:35

link do post | Deixa recadinho | favorito
3 comentários:
De Sindarin a 9 de Novembro de 2006 às 15:09
Olá Pestinha! Também tu revelaste deste modo que o teu coração brilha como uma estrela. Adorei este texto amiguinha é lindíssimo e a moral da história sublime. Um grande beijinho.
De blackdrop a 9 de Novembro de 2006 às 18:44
Este é o espirito que toda a gente devia ter. Sempre que penso nos milhares de animais que não têm um lar, nos milhares quie são esfolados vivos para saciar a fome de vaidade de algumas pessoas, sinto-me inutil. Mas sei que estou a fazer a minha parte, por muito pequena e insignificante que seja.
beijos
Blackdrop
De touaqui a 10 de Novembro de 2006 às 19:42
Lindo texto e lindo gesto .
Por vezes a vida dá-nos exemplos da sua grandiosidade e da sua beleza na maneira de estar.

deixar um recadinho